Em sessão da câmara de FN secretário de infraestrutura rebate acusação sobre aceitação de propina para realização de ramal em estrada vicinal

2
431
MESAAcusação sobre propina: Secretário Riba (na tribuna) rebate e diz que se vereador provar renuncia da direção da pasta

Na segunda-feira (19) a sessão ordinária da câmara de Fortaleza dos Nogueiras foi uma tremenda lavação de roupa suja iniciada pelo Secretário de Infraestrutura, José Ribamar (Riba Rico), que pediu a palavra e levantou o questionamento de que teria sido acusado pelo vereador Renato Arruda (PRP) de que ele (secretário) estaria cobrando determinado valor para fazer ramais em estradas vicinais para moradores de algumas localidades. “Meu compadre vereador Renato falou propina. Isso é uma palavra muito pesada”, disse o secretário, que chamou ao desafio: “Eu queria, vereador Renato, que você convocasse o pessoal que trabalha comigo e trouxesse a essa Casa. Se tiver um que diga que o Riba está pedindo um centavo de algum; aqui nessa tribuna eu renuncio o meu mandato, e se não, você renuncia o seu”.

Mas o vereador Renato rebateu dizendo: “Quem falou foi o vereador Túlio”. Neste momento houve um burburinho – algo de praxe nas sessões em que os ânimos se alteram. E Riba enfatizou: “Eu jamais iriei manchar o governo de uma pessoa que eu tenho o maior respeito; ou de quem quer seja”.

O vereador João Fernando – Túlio (PTB) retrucou dizendo que “o que vale aqui é o que é registrado”. E pediu ao secretário Riba: “Eu quero que você faça um ofício ao presidente requerendo todas as atas. Se provar minha fala maldando dessa infâmia, eu também sou homem para renunciar meu mandato”.

O comentário sobre propina envolvendo o secretário foi falado na Casa, mas na sala do café. Supõe-se que o que é falado por vereador, ainda que dentro da Casa, mas não no plenário não vale. “Sobre o comentário que teve aqui no café, eu cheguei, a turma já estava aqui”, disse Túlio. “É um assunto que se foi tratado lá, não era para ter vindo para cá. E eu fiz apenas uma pergunta, não foi afirmando. E lhe digo: você é conhecedor de cada um de nós. Não preciso dizer, vossa excelência conhece cada um dos vereadores aqui”.

Na sessão ainda houve a aprovação de requerimentos pedindo a presença do secretário de Saúde e do prefeito municipal na próxima sessão a realizar-se no próximo dia 26.

Comentários sobre a Saúde

JÚNIOR VICE
Júnior da Socorro: “Não se pode transferir um paciente, sem que seja com uma conduta médica”

O vice-prefeito, Júnior da Socorro, estava presente e também usou a palavra reportando-se acerca da Saúde, em assunto tratado na sessão anterior a respeito de um jovem que veio a óbito. Júnior disse que ficou preocupado com o que aconteceu, “não só como vice-prefeito, mas como ser humano”. Explicou que a Secretaria de Saúde conta com um quadro de profissionais das mais variadas profissões e todos eles registados no conselho de classe competente, cada um desses profissionais é responsável por sua conduta. “A secretaria ou o secretário, ou o diretor do hospital não pode transferir um paciente, sem que seja com uma conduta médica”, esclareceu o vice-prefeito.

N.R.: Neste sentido não se pode falar em negligência, porque não houve.

2 COMENTÁRIOS

  1. 559854 32341Hi. Cool article. Theres an issue with your website in firefox, and you might want to check this The browser is the market chief and a good section of people will pass over your great writing because of this problem. 689157

DEIXE UMA RESPOSTA