Após seis anos, Rodolfo do ET ganha processo milionário contra o SBT

217
1190
RODOLFO DO ETRODOLFO CARLOS EM RESTGAURANTE DE SP: COM O PORQUINHO JOÃO, DA EX-BBB VANESSA MESQUITA

Desempregado há mais de um ano, doente e passando por dificuldades, o jornalista Rodolfo Carlos de Almeida está prestes a virar milionário. Ele acaba de vencer uma ação trabalhista que move contra o SBT desde 2009. O dinheiro ainda vai demorar para entrar em sua conta bancária, mas ele já sabe o que fará: “Vou investir em terra e enxada”.

Aos 45 anos, o ex-parceiro de Cláudio Chirinhan, o ET, vive atualmente da renda do trabalho no cultivo de hortaliças orgânicas na chácará de um amigo na Grande São Paulo. Sofrendo de depressão e com o pai doente, ele não vê a hora de receber a indenização. “A minha saúde  ruim,  morrendo de tristeza. Meu pai está vencendo um câncer e temos poucas condições financeiras. Estou desesperado”, disse ao Notícias da TV no mês passado.

O ex-repórter do Domingo Legal processa o SBT desde que deixou a emissora, após 12 anos de vínculo. A maior parte do tempo ele trabalhou como pessoa jurídica, sem carteira assinada.

Em 2012, ganhou em primeira instância o direito de receber uma série de indenizações, como férias, 13º salário, Fundo de Garantia, aviso prévio e, principalmente, as diferenças decorrentes da redução de salário que sofreu, de R$ 34 mil em 2000 para R$ 5.000 em 2009. Somando tudo, são alguns milhões de reais.

Em abril deste ano, a sentença foi confirmada em última instância pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho). O SBT apelou fora do prazo e teve o pedido negado. A emissora entrou com novo recurso, contra a decisão que rejeitou sua apelação. Esse recurso foi rejeitado pelos ministros do Órgão Especial do Tribunal Superior do Trabalho, por unanimidade, no último dia 7.

Para o advogado de Rodolfo, Ronaldo Sposaro Júnior, a sentença agora é definitiva. “O acórdão do dia 7 diz que a matéria está dirimida, que o mérito está resolvido, que a sentença está transitado em julgado”, afirma.

RODOLFO NO AUGENO AUGE DA CARREIRA: RODOLFO CARLOS NO DOMINGO LEGAL

Assim, Sposaro já pediu a execução provisória. Ou seja, entrou com um requerimento no Tribunal Regional do Trabalho, em São Paulo, solicitando que o processo seja enviado para Osasco, onde tudo começou, para que seja calculada a indenização.

O SBT discorda da interpretação e entrou com um novo recurso no TST, chamado embargos declaratórios. No documento, a emissora pede esclarecimentos do tribunal. Diz que ainda aguarda a decisão final. Isso, no entanto, não impede que a indenização seja paga ao jornalista _que prefere ser chamado de artista.

Depressão
Rodolfo só conseguiu trabalhos esporádicos na TV depois que saiu do SBT. Em 2010, ficou três meses no programa de Sonia Abrão, na RedeTV!. No ano passado, voltou a acordar famosos no programa de Gugu Liberato, na Record, mas a fórmula com a qual fez sucesso nos anos 2000 não funcionou mais.

O ex-repórter do microfone comprido tem recebido ajuda justamente de Gugu para cuidar da saúde frágil. “Fiz mais de 30 exames, não tenho nada, amém. O Gugu me pagou todos exames. O médico falou que estou com vermes. Minha doença é depressão”, fala.

Rodolfo vai investir parte da indenização do SBT no plantio de alimentos orgânicos. “Há anos decidi trabalhar com a terra para plantar orgânicos. Um amigo engenheiro agrônomo me dá aulas. Vou plantar e colher, trabalhar na terra, já que ninguém quer fazer isso”.

Jornalismo popular
Rodolfo, apesar das dificuldades que enfrenta, vive em uma casa confortável em um condomínio luxuoso na Grande São Paulo, comprada quando estava no auge. Não tem carro, gasta pouco.

Ele começou a carreira no jornalismo popular, no início da década de 1990. Produziu reportagens policiais para Gil Gomes e de direito do consumidor para Celso Russomanno no extinto Aqui Agora, do SBT. Trabalhou com Carlos Massa, o Ratinho, na CNT e depois na Record, onde formou a dupla com ET.

COM CLAUDIO CHIRIANINCOM O ET: CLÁUDIO CHIRINIAN, COM QUEM FORMOU DUPLA POR ACASO NO PROGRAMA DO RATINHO

Em 1998, voltou para o SBT. As tentativas de acordar Silvio Santos e outros artistas renderam ao Domingo Legal picos de 30 pontos no Ibope e a liderança eventual de audiência. Um CD da dupla, com o hit A Dança do ET, vendeu mais de 270 mil cópias.

 

 

 

FONTE: UOL - COM ADAPTAÇÕES GAZETA ONLNEG
Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorVereadores Renato Arruda e Maria José alfinetam executivo
Próximo artigoPrefeito eleito Aleandro Passarinho explana suas metas de trabalho e fala sobre seus primeiros passos após vitória nas urnas
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.