FEFRENN forma turma de pedagogia em Fortaleza dos Nogueiras

408
4345
TURMA2Turma de Pedagoia do FEFRENN: Antes do almoço uma foto para a Gazeta 

A Fundação Educacional de Filosofia e Religião do Norte e Nordeste – FEFRENN concluiu ontem o curso de Pedagogia, 1ª turma. E hoje no Açude Pizzaria um almoço de despedida marcou os encontros de 4 anos que proporcionaram o acesso ao conhecimento.

“É uma oportunidade que a gente tem de aprimorar nosso aprendizado e com uma equipe extraordinária; um pessoal competente, que se preocupa com a gente. Eles nos incitam a buscar mais. E acabam sendo multiplicadores, fazendo com que nós sintamos a necessidade de multiplicar. Então eu recomendo, pois, muita gente tem vontade, mas não tem como se deslocar [para outro lugar]. Então o FEFRENN é a porta aberta”, analisou a concluinte Cristina Memória.

TURMA1Encontro: Homenagens de despedida

E o ato de propiciar conhecimento não foi algo estático, houve toda uma interação entre professor e acadêmico, que culminou em uma bela amizade. O que corrobora com as palavras de Sayonara Costa Pinheiro. “Os professores se empenharam muito com a gente”, disse. A professora Mardilene então, foi show de bola. Todo mundo criou um afeto muito grande com ela; logo nos últimos três encontros ela estava com agente e, então foi muito bom, muito proveitoso”.  Sayanora sonha mais alto e pretende ser uma “psicopedagoga”, e “recomenda o FEFRENN. Uma faculdade de primeira. Os professores todos qualificados. Bons mesmo. Mas a professora Mardilene superou”.

Domingas Martins de Morais Vieira disse-se feliz em estar “concluindo o curso e que outros virão e ela novamente cursará, pois, os professores são excelentes e o curso não deixa em nada a desejar”. Palavras que condizem com o pensamento de Marcos Nobre, ao dizer que “os professores são competentíssimos e que o FEFRENN faz um trabalho seríssimo, é uma faculdade de inteira confiança e responsabilidade”.

O FEFRENN promove cursos de qualificação profissional direcionados para diversas área do conhecimento tecnológico e humanístico. Presente no mercado há 15 anos e em Fortaleza dos Nogueiras há quatro.

Para Valdirene de Carvalho Dourado coordenadora do FEFRENN em Fortaleza a instituição “é muito responsável” e “mostrou muita credibilidade do começo ao fim”. “São professores capacitadíssimos. Não deixaram nada a desejar; nenhum aluno não tem do que reclamar. Por isso eu, como aluna e coordenadora informo às pessoas que façam suas matrículas para as próximas turmas; são pedagogia, administração e magistério”.

O curso de pedagogia em Fortaleza dos Nogueiras começou com 35 alunos e hoje concluíram 26. Um número de desistentes considerado baixo. Uma vez que, não raro em faculdades alternativas a evasão é enorme.

O FEFRENN é um instituto que faz a extensão de faculdades através de vários polos propiciando o acesso ao conhecimento em locais onde a presença de cursos de graduação ainda é carente. Assim foi instalado um polo aqui. “Nós estamos sempre desbravando. A gente sempre vai para lugares onde não tem faculdades privada ou grandes faculdades. Nós estamos agora com a faculdade de Macapá fazendo uma extensão dela aqui”, explicou a professora Mardilene dos Reis Barroso. E sobre a expressão de carinho da turma, a professora acha que é atributo da “didática”. “É uma didática boa”, enfatiza Barroso. “É do século XXI, não é aquela didática antiga”. “Mesmo eu sendo assim bem exigente, eles gostaram. Em todos os polos que eu passo é assim, sempre sou chamada para ser madrinha da turma de pedagogia, e eu fico muito feliz”.

No final do encontro palavras e homenagens marcaram o almoço de confraternização.

TURMA2-AÇUDEEm apreciação à natureza: Turma de pedagogia com a professora Mardilene.

Abaixo as concluintes Branca, Maria Félix, Sirléia e Kelly 

TURMA BRANCA-MARIA FÉLIX-SIRLÉIA-KELY

Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorBaggio foi muito mais que pênalti de 94: salvador, ídolo e pivô de ‘motim’
Próximo artigoFORMOSA DA SERRA NEGRA – O exímio talento e profissionalismo de Monyk Barros – dentista versus cantora
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.