Multidão clama por justiça no caso dos adolescentes Hélio e Jeferson

0
296

Em nota Coronel Medeiros diz que é um fato lamentável e que ninguém queria este resultado 

Nasegunda-feira (02) à tardinha uma multidão percorreu algumas das principais ruas de Fortaleza dos Nogueiras em favor dos adolescentes Hélio e Jeferson, mortos semana passada, após perseguição policial da UTC (Unidade Tática da Cidades).

Com cartazes e faixas pedindo justiça, ao alegar que os jovens foram perseguidos de forma desnecessária, a multidão partiu de frente do posto de saúde do bairro Recreio até à câmara de vereadores, onde fecharam com discursos e ouviram a opinião dos parlamentares.

O motivo da perseguição, segundo informou a polícia é que os jovens estariam empinando uma motocicleta Pop 100 e não param após o acionamento da polícia.

Pedido de justiça e não à impunidade: clamam as faixas acima

Em nota o coronel Medeiros do 4º BPM disse que é “É um fato lamentável. Onde ninguém queria este resultado”.

Abaixo a nota na íntegra

É um fato lamentável. Onde ninguém queria este resultado. Os PMs foram proceder abordagem em um veículo sem placa e em atitude suspeita que se evadiu sem obedecer à ordem de parada. As circunstâncias estão sendo rigorosamente apuradas.

Qualquer conclusão antes do resultado da investigação é precipitada.

Lamentamos a atitude do policial, que vai ser apurada na conveniência da justiça.

Também lamentamos que jovens não habilitados e menores estejam usando veículos com ou sem permissão dos pais.

A polícia civil e este comando estão apurando o fato. A família também acompanha com dois advogados.

Nesta semana um oficial irá a Fortaleza dos Nogueiras para ouvir todas as testemunhas.

Os policiais foram afastados da cidade, até mesmo porque nenhum deles reside lá e também estão sem condições psicológicas para atuarem na região.

Expresso meus sentimentos às famílias enlutadas, dizendo que ninguém queria esse resultado e que tudo será esclarecido e que ficará nas mãos da justiça”.

Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorDia Nacional dos Agentes de Saúde é comemorado com Sessão Solene na Câmara dos deputados
Próximo artigoParlamentares de FN corroboram com vereador Cazoel sobre problemática na reforma de escolas
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.