O mundo vai acabar em 100 anos, diz físico

20
357

HAWKING

Quantos anos ainda poderemos habitar a Terra é um dos grandes questionamentos da humanidade. Ao longo dos anos, muitas previsões sobre o fim do planeta já surgiram. Até então, felizmente, nenhuma se sobressaiu.

Recentemente, o físico Stephen Hawking fez uma estimativa alarmante: o planeta Terra está com os anos contados. De acordo com o cientista, a humanidade só tem cerca de 100 anos antes do mundo acabar. Ele crê que as mudanças climáticas, epidemias, superlotação e até possíveis colisões com asteroides possam complicar a nossa existência. O planeta, para que tenha uma saída, precisa ser mudado rapidamente.

Em novembro do ano passado, a previsão era de que as pessoas ainda tivessem mil anos na Terra. Porém, nos últimos seis meses, a expectativa caiu drasticamente.

“Estamos no momento mais perigoso no desenvolvimento da Humanidade. Temos agora a tecnologia para destruir o planeta em que vivemos, mas ainda não desenvolvemos a capacidade de escapar dele. Talvez em cem anos tenhamos que estabelecer colônias humanas entre as estrelas, mas agora só temos um planeta e precisamos trabalhar juntos para protegê-lo”, afirmou Hawking no documentário “Expedition New Earth”.

Infelizmente, Hawking não é a única pessoa que pensa deste modo. O CEO e também fundador da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, também acredita que os humanos não terão mais capacidade de sobrevivência na Terra caso as coisas não mudarem. Para ele, a solução apontada é Marte, sendo que já está trabalhando em um modo de criar uma colônia marciana até 2033.

FONTE: OFICINA DA NET COM ADAPTAÇÕES DE GAZETA ONLINEG.

 

Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorCorpo de Belchior foi transportado para Sobral, Ceará, na madrugada de hoje
Próximo artigoMutirão em combate ao aedes aegypti tem culminância com premiação para as escolas
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.