Parlamentares de FN corroboram com vereador Cazoel sobre problemática na reforma de escolas

0
145

Fiscais do povo atestam que irão checar reforma de todas as escolas do município

Na sessão de segunda-feira (25) o vereador Carlos Zoel – Cazoel (PP) voltou a falar sobre o que ele denuncia como irregularidade nas reformas das escolas. Na sessão itinerante de domingo (24), o vereador denunciou que a escola da localidade Altos e demais escolas que foram reformadas, aparecem distorções entre o que está na planilha e o que de fato, foi reformado.

Vereador Cazoel: Obstinado por transparência e lisura

O vereador exige que as reformas sejam feitas tal qual o que está descrito nas planilhas de execução. “Se não fizer, vamos na justiça”, ameaçou Cazoel.  “O responsável é o dono da empresa, quem licitou foi ele [no sentido da empresa ganhou a licitação]”.

Os parlamentares acordaram que irão fiscalizar junto com o vereador Cazoel todas a escolas que passaram por reformas neste ano.

Gesmar Nogueira (PSDB) disse que é muito séria a questão da reforma das escolas levantada por Cazoel. “Isso é uma coisa gravíssima que o vereador Cazoel falou lá nos Altos”. Gesmar imagina que o prefeito não saiba de tal irregularidade. “Eu vi lá e vou levar ao conhecimento dele [prefeito], para amanhã ou depois ele não dizer: vocês viram e não me avisaram”.  E sugeriu que o chefe do executivo deve “chamar a empresa para executar o serviço que ficou faltando. Caso contrário, aciona-se o ministério público”.

O vereador Magno (PCdoB) limitou-se a dizer que “não compactua com coisa errada”. E seguiu seu discurso parabenizando o prefeito pelas obras que tem realizado.

Em seguida a vereadora Joilma Santos (PSDC) foi muito breve, ateve-se também a elogios ao governo municipal.

O vereador Renato Arruda (PRP) mais uma vez tocou a mesma tecla: “Tem secretaria que deveria se extinguida”, algo que ele já vem falando há algumas sessões, alegando incompetência ao dizer que “tem secretário que não serve nem para ser vigia”. E arrematou: “Esses secretários estão dando prejuízo para o município. 3 mil reais que um secretário ganha para não fazer nada, é uma vergonha”,

Do mesmo modo disse que tem professor que não tem competência para desenvolver tal trabalho. E falou que “há zeladora, que hoje é professora”. E pediu: “Não vamos fazer uma coisa dessa não, ninguém quer o mal [no sentido de má ensino/educação] para os filhos da gente não”.

O vereador Edimar Dias (PHS) atesta que o prefeito não sabe das irregularidades. “Pelo que eu conheço o gestor, sei que ele não compactua com isso”. E conclamou: “Vamos atrás dos responsáveis para que seja esclarecido. (…) Se tem alguma irregularidade com certeza será arrumado”.

O parlamentar ainda parabenizou o prefeito pelas obras que têm realizado, destacando a reforma de uma ambulância, que foi disponibilizada para cobrir a região Crueira.

“Esse problema todo da infraestrutura foi causado por uma má administração de uma secretaria”, definiu o presidente d Casa, Antônio Félix (PSC).

Na sessão houve ainda indicações do vereador Gesmar Nogueira, pedindo a instalação da sala de informática nas escolas da zona rural, tendo como justificativa, que os recursos tecnológicos são essenciais para educação de qualidade; solicitação da conclusão da creche do bairro Vila Lêda e pedido para resolver o problema de água da localidade Fundo da Tapera, que segundo o parlamentar o poço da comunidade está sem água a mais de dois meses.

Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMultidão clama por justiça no caso dos adolescentes Hélio e Jeferson
Próximo artigoVereadores checam reformas de escolas
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.