Prédios públicos abandonados tornam-se bocas de fumo em Teresina

357
2346

b5371a3a-5961-4e72-bfdc-ee3b9932daeeO antigo mercado do Parque Mão Santa, na zona leste de Teresina, encontra-se hoje totalmente abandonado.

Segundo alguns moradores, um homem tomou de conta do local e utiliza como moradia.

No bairro Satélite, o prédio que funcionava como Quartel da Polícia Militar, está desativado e funciona como esconderijo de bandidos, objetos de furto, boca de fumo e ponto de prostituição.

“Ninguém pode sair mais na rua que é assaltado, tomam o celular. Como moro aqui em frente eu nem posso sentar na porta de casa. Todos queremos que esse prédio seja feito um mercado. Aqui é um ponto de prostituição e esconderijo de bandido”, declarou José de Ribamar, que mora próximo ao prédio abandonado.

Essa situação acontece em vários prédios públicos do Piauí. Segundo levantamento do GAV (Grupo de Amigos da Vida), somente em Teresina, mais de 36 prédios foram desativados pelo governo.

Segundo o Coordenador do GAV, Miranda Neto, esses prédios poderiam ser utilizados em projetos sociais desenvolvidos por ONGs.

“Esses prédios público poderiam ser usados por ONGs e pelas igrejas na execução de projetos sociais. Isso ajudaria até o próprio governo”, declarou Miranda Neto.

Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorEstreias abrem a festa e marcam primeiro dia do carnaval de Salvador em 2015
Próximo artigo‘Império’: Felipe tenta matar Enrico a facada e é preso
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.