Sessão sobre reforma trabalhista é suspensa após revolta da oposição

187
782

CONFUSÃO REFORMA TRABALHISTA

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), suspendeu a sessão desta terça-feira (23) que debatia a reforma trabalhista, após senadores de oposição se revoltarem contra a leitura do parecer sobre o projeto.

O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) apresentou seu parecer sobre a reforma trabalhista à comissão, mas também estava programada a leitura do texto na sessão, o que não aconteceu.

Durante a manhã e parte da tarde, os membros da comissão ouviram especialistas, em mais uma audiência pública. Em seguida, Jereissati colocou em votação um requerimento da oposição pedindo para adiar a leitura do relatório. O requerimento foi rejeitado.

Quando Jereissati daria a palavra ao senador Ferraço para começar a leitura do parecer, membros da oposição se levantaram e começaram a discutir com governistas, dizendo que o relatório não seria lido. Pessoas que estavam presente para acompanhar a sessão começaram a gritar “Fora, Temer”. A sessão, então, foi suspensa.

Por causa da confusão, o relatório foi dado como lido, segundo a secretaria da comissão.

Ferraço disse, após o bate-boca, que o calendário da reforma está mantido e que a votação na comissão será na terça-feira que vem. “Absolutamente mantido o calendário”, afirmou Ferraço. “Foi concedido regimentalmente vista coletiva e na próxima terça-feira, portanto, nós estaremos fazendo a deliberação e a votação desta proposta”.

Questionado sobre afirmação do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) de que, pelo regimento do Senado, o parecer precisa ser lido na comissão, Ferraço afirmou: “O senador Randolfe é maior e vacinado e pode fazer o que bem quiser”.

O relator ainda classificou a atitude da oposição de “primitiva” e “de quem não tem argumento”.

 

 

 

 

 

 

FONTE: UOL
Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorBNDES vai apurar denúncias de irregularidades na aplicação de recursos emprestados ao governo do Maranhão
Próximo artigoTemer não tem condições éticas para seguir no cargo, diz secretário-geral da CNBB
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.