Vereadores voltam à baila a respeito de concurso público

28
556

No ínterim das discussões parecer sobre projeto da JARI é aprovado

PLENÁRIO

Mais uma vez os parlamentares municipais tocaram num assunto por demais instigante por despertar interesse de todos. E que talvez por isso incite tanta discussão seguida de discórdia e controvérsia entre os representantes do povo de Fortaleza dos Nogueiras, que é a realização ou não de concurso público.

E para aguçar ainda mais o rol de discussões e discórdia um Projeto de Lei foi aprovado pela Casa com aprovação de 7×1 do parecer favorável pela comissão. Trata-se da JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações) – Órgão colegiado, vinculado ao Sistema Nacional de Trânsito, cuja finalidade é analisar e julgar os recursos interpostos contra penalidades aplicadas pelo DMT – Departamento Municipal de Trânsito.

O vereador Carlos Zoel (PP) foi contra, por entender que é preciso antes conscientizar as pessoas quanto à legislação. Mas é necessário saber que a JARI não pune, apenas julga os recursos, podendo tornar a multa, uma vez aplicada, nula. Também pode sugerir correções nas autuações para prevenir possíveis nulidades nos atos administrativos do DMT.

Em se tratando da realização ou não de concurso público, os vereadores não aprovaram requerimento do vereador Renato Arruda (PRP) que pede a realização de tal exame para admissão de pessoal. Ele chegou inclusive a usar a expressão “vereador canoa”, no sentido de taxá-los de manobráveis ou manipuláveis para classificar aqueles que votaram contrário ao seu requerimento. A vereadora Joilma Oliveira (PSDC) o rebateu veementemente.

A Casa ainda recebeu a visita do Secretário Municipal de Saúde, Celso Horácio e da coordenadora da equipe de epidemiologia, Ivomara Fernandes, ambos falando sobre o número de casos de dengue e Chikungunya, as providências que têm sido tomadas e, a responsabilidade, que é de todos.

Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMetrô usa assento com pênis para conscientizar sobre assédio sexual
Próximo artigoSobe para 55% reprovação ao governo Temer, diz Ibope
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.