Após sucessivos aumentos de preço, feijão e tomate fazem inflação recuar

3
207

FEIJÃO-TOMATE1

Eles foram vilões da inflação, mas agora viraram e ajudaram a desacelerar os preços. Feijão e tomate foram os alimentos que tiveram as maiores reduções de preço em novembro, segundo dados do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) divulgados nesta sexta-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em julho, o feijão chegou a subir 41,78%, e gerou memes nas redes sociais. No mês passado, o produto registrou queda de 17,52%.

O tomate, outro produto que já foi motivo de piada na internet no começo do ano por causa dos preços altos, ficou 15,15% mais barato em novembro.

O grupo dos alimentos em geral teve queda de 0,2% nos preços, segundo o IBGE.

Menor índice para novembro em 18 anos

A inflação oficial no Brasil fechou o mês de novembro em 0,18%, índice menor que o registrado em outubro, quando a alta dos preços havia sido de 0,26%. Este é o menor índice para os meses de novembro em 18 anos, desde 1998, quando havia tido queda de 0,12%.

Em novembro do ano passado, a inflação havia sido de 1,01%.

A alta dos preços acumulada no ano, de janeiro a novembro, é de 5,97%, bem abaixo dos 9,62% em igual período do ano anterior. Em 12 meses, a inflação é de 6,99%.

O resultado ainda está acima do limite máximo da meta do governo. O objetivo é manter a inflação em 4,5% ao ano, mas com tolerância de dois pontos percentuais para mais ou para menos, ou seja, podendo oscilar de 2,5% a 6,5%.

Em 2015, a inflação foi de 10,67%.

 

 

 

 

FONTE: UOL COM ADAPTAÇÕES GAZETA ONLINEG
Facebook Comments
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMA 138 atravessará parte do centro de Fortaleza dos Nogueiras
Próximo artigoProjeto de lei reajusta salário de vereadores de FN congelado desde 2008
Alex de Brito Limeira é jornalista e escritor. Esteve sete vezes entre os melhores novos escritores do país em concursos literários promovidos por casas editoriais de São Paulo e Rio de Janeiro. Escreve poesias e ficção. Em Abril de 2011 lançou o romance O Crime da Santa. Foi repórter no jornal Folha do Maranhão do Sul, em Carolina – MA; Instrutor autônomo de redação discursiva e dissertativa. Em Fortaleza dos Nogueiras é pioneiro na comunicação social - jornalismo, ao fundar, editar e apresentar o Jornal da Cidade, na rádio Cidade FM de 2003 a meados de 2004. Em seguida fundou a Gazeta Sul Maranhense (Fortaleza dos Nogueiras e região) e o site Gazeta OnlineG, ambos em ampla expansão.